Balanço do Truco: foram distribuídas 89 cartas, com 72 checagens envolvendo 52 temas diferentes

0

Durante 76 dias, a equipe do Truco Eleições 2016 – projeto de fact-checking da Agência Pública feito em parceria com a Marco Zero Conteúdo – checou as declarações dos candidatos a prefeito do Recife para verificar sua veracidade. O trabalho intenso exigiu muita pesquisa em textos acadêmicos e no material publicado ao longo dos anos na imprensa, consulta a especialistas e, principalmente, horas diárias de imersão nos mais variados bancos de dados disponíveis. O esforço concentrado tinha o objetivo de contribuir com a qualificação do debate político e ajudar o eleitor a formar um melhor juízo de valor na hora de escolher o voto.

Assim como no jogo que dá nome ao projeto, o Truco classifica as declarações dos candidatos de acordo com cartas que vão do “Blefe”, quando a informação é totalmente falsa, até o “Zap” quando é verdadeira. Entre as duas, os candidatos ainda podem receber as cartas “Tá certo, mas peraí” e a “Não é bem assim”, além da carta desafio “Truco”. Seguindo lógica, desde o dia 16 de agosto, quando a campanha eleitoral começou oficialmente, foram distribuídas 89 cartas, com 72 checagens envolvendo 52 temas diferentes.

Ao todo, foram dados 13 “Zaps”, 34 “Não é bem assim”, 19 “Blefes”, 12 “Tá certo mas peraí”, além de 1 carta “Candidato em crise” (para declarações contraditórias) e 10 “Trucos”.

Quanto aos assuntos abordados, o leque foi amplo. Além dos tradicionais temas sociais como saúde, educação e segurança pública, o Truco checou declarações referentes à mobilidade, habitação, meio ambiente, entre outras. Uma temática recorrente durante a campanha eleitoral do Recife, e devidamente verificada,  foi relativa à gestão, com destaque para os gastos com cargos comissionado, publicidade, gabinete do Prefeito, investimentos e custeio da máquina pública.

No Recife, o projeto foi coordenado pelos jornalistas Laércio Portela e Sérgio Miguel Buarque. A equipe ainda teve a participação de Carol Seixas e Thayná Campos, alunas da Universidade Federal de Pernambuco e integrantes do programa de Extensão Jornalismo e Cidadania, uma parceria entre a Marco Zero e o Departamento de Comunicação Social da UFPE, sob a supervisão da professora Paula Reis. A parceria com a UFPE ainda resultou em 13 programas de rádio (três deles ao vivo e um piloto) veiculados na Universitária 99.9 FM.

Além do Recife, o Truco também verificou os discursos dos candidatos de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Belém. A coordenação geral do projeto ficou a cargo de Marina Amaral, codiretora da Agência Pública.

 

O Truco em números:

grafico6

grafico3

grafico4

Compartilhe:

Sobre o autor

Deixe um comentário