Festival 3i de Jornalismo Digital acontece no Recife

0

Inovação, inspiração e independência. Estes são os eixos do Festival 3i de jornalismo digital, que tem sua primeira edição nordestina. O evento vem ao Recife no dia 10 de novembro para dialogar sobre a cobertura da imprensa nas Eleições 2018 e os exemplos recentes de sucesso no financiamento de iniciativas inovadoras do jornalismo brasileiro. A Universidade Católica de Pernambuco é a sede da programação, das 13h às 19h.

Os interessados (as) devem fazer as inscrições no link disponível ao fim do texto. Os valores dos ingressos variam entre R$ 50 – a meia entrada para estudantes – e R$ 100 a inteira.

Além de colocar em pauta a cobertura feita durante a disputa eleitoral, o 3i pretende traçar o panorama jornalístico pós-eleição. Propõe um “olhar para o futuro” como objetivo do debate, dividido em três momentos de palestras e reflexão sobre o jornalismo num país polarizado.

“É uma excelente oportunidade para fomentar a cultura da inovação e do empreendedorismo no jornalismo do Nordeste. Também é um ambiente para trocar experiências com profissionais de outras regiões num momento em que a web e as mídias sociais tornaram-se o grande espaço para o debate público no Brasil”, afirma Carolina Monteiro, presidente do Conselho Diretor da Marco Zero Conteúdo.

O festival é uma parceria entre Agência Lupa, Agência Pública, BRIO, JOTA, Nexo, Nova Escola, Ponte Jornalismo e Repórter Brasil com o Google News Initiative.

Entre os convidados estão Daniela Pinheiro, chefe de redação da Revista Época, Beatriz Ivo, do Comitê Gestor de Conteúdo do Sistema Jornal do Commercio e Diretora de Jornalismo da TV e Rádio Jornal, Cristina Tardáguila, da Agência Lupa de fact-checking, Saulo Moreira, assessor de comunicação do Tribunal Regional Eleitoral e Helena Portilho, do projeto de videodocumentário Além da Cura.

Jornalismo Imersivo

Durante o 3i, uma experiência em jornalismo imersivo com  o “Baía 360” estará disponível para o público. Trata-se de um videodocumentário em 360 graus, produzido pela Pública e a agência irá disponibilizar equipamento especial. Os 20 primeiros inscritos ganharão um protótipo de óculos 360 de cartolina do Google News Initiative.

“Nunca o jornalismo foi tão importante, e o jornalismo independente, editorial e financeiramente, ainda mais. É o que queremos fomentar com o Festival 3i ”, conta Natalia Viana, codiretora da Agência Pública, que, junto com a Agência Lupa e a Marco Zero Conteúdo, está responsável pela curadoria da edição Recife.

Se inscreva através deste link:

https://www.sympla.com.br/festival-3i-de-jornalismo—edicao-recife__382850?fbclid=IwAR1GfMj4H9skE1NkHlT_RMKfTqqx6AVAX7DjwBCl1sEvuyoB4Lp5MJ4rugE

 

Programação completa:

13:00

Mesa 1: Como o Jornalismo Sobreviveu às eleições

Uma conversa sobre polarização, assédio a jornalistas, fake news e ética

Natalia Viana, Agência Pública (mediadora)

Cristina Tardáguila, Lupa

Beatriz Ivo, do Sistema Jornal do Commercio e Diretora de Jornalismo da TV e Rádio Jornal

Saulo Moreira, Tribunal Regional Eleitoral

Daniela Pinheiro, Revista Época

 

15:00

Mesa 2:  Como inovar sem milhões de dólares

Jornalistas e programadores contam como conseguiram realizar projetos inovadores sem altos investimentos

Cristina Tardáguila, Agência Lupa (mediadora)

Ricardo Brazileiro, LabCoco

Jean Souza, Datafolha, da equipe do aplicativo Match Eleitoral

 

17:00

Mesa 3:  Histórias de sucesso: como viabilizamos projetos de jornalismo e ganhamos financiamento

Compartilhando aprendizagens sobre como fazer projetos bem-sucedidos e levantar dinheiro

Carolina Monteiro, Marco Zero Conteúdo  (mediadora)

Helena Portilho, Além da Cura

Giulliana Bianconi, Gênero e Número

Yargo Sousa Gurjão e Bruno Lima Xavier, Coletivo Nigéria

 

Compartilhe:

Sobre o autor

Deixe um comentário