APOIE O JORNALISMO QUE ESTÁ DO SEU LADO

Após recomendações e cobranças, Pernambuco irá reavaliar cenário da pandemia e restrições a atividades

Raíssa Ebrahim / 03/02/2022

Após recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e do Comitê Científico do Consórcio Nordeste por mais restrições, o secretário de saúde de Pernambuco, André Longo, anunciou, em coletiva de imprensa, na tarde desta quinta-feira (3 de fevereiro), que, diante da continuidade da aceleração da ômicron, o Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 irá se reunir na próxima segunda (7) para analisar os dados desta semana e o cenário atual da covid-19.

Os integrantes do gabinete irão avaliar se modificam o protocolo de restrições, o que pode acontecer antes mesmo do fim do decreto vigente, que vale até o dia 15 deste mês, e como devem se comportar os eventos do período carnavalesco. A recomendação pressiona o governo pernambucano porque o Consórcio Nordeste atualmente é presidido pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Todavia, por enquanto, as festas privadas estão mantidas, há vários grandes eventos confirmados para este final de semana. O anúncio sobre Carnaval deve acontecer entre a primeira e segunda quinzenas de fevereiro, já em cima da data.

O percentual de positividade no estado cresceu, tanto para casos leves quanto para casos graves da covid-19, segundo os dados do Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen): saiu de 37% para 51%. Ao lado da superintendente de Imuizações de Pernambuco, Ana Catarina de Melo, o secretário Longo disse que Pernambuco também começou a notar, e com mais força nos últimos três dias, um aumento de óbitos.

Na quarta semana epidemiológica do ano, o estado segue com uma desaceleração dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), motivada pelo arrefecimento da gripe influenza H3N2. Porém, por outro lado, a variante ômicron da covid-19, predominante, continua em aceleração, com forte impacto sobre os leitos.

A ocupação das UTIs públicas chegou a 90%. Houve, neste período, um total de 650 pedidos por vaga de UTI, um crescimento de 18% em relação à semana anterior e uma redução de 4% em 15 dias.

Nesta quarta (2), Pernambuco bateu recorde de toda a pandemia: foram 7.806 casos da covid-19.

Fique atento(a) ao novo protocolo de isolamento para sintomáticos e assintomáticos:

AUTOR
Foto Raíssa Ebrahim
Raíssa Ebrahim

Jornalista pela UFPE, foi trainee no Estadão, trabalhou seis anos no Jornal do Commercio, foi editora e chefe de redação do PorAqui (startup de jornalismo hiperlocal do Porto Digital). É fellowship da Thomson Reuters Foundation sobre Transição Justa (2023), foi bolsista do Instituto ClimaInfo (2022) e venceu o Cristina Tavares com a cobertura do vazamento do petróleo (2020). Já colaborou com Agência Pública, Le Monde Diplomatique Brasil, Gênero e Número e Trovão Mídia (podcast). Vamos conversar? raissa.ebrahim@gmail.com