Acreditamos que o jornalismo, quando é feito com independência e responsabilidade, tem o poder de transformar a sociedade. O jornalismo aglutina, mobiliza e aponta caminhos. Cobra do poder público e das empresas as obrigações institucionais. Cria empatia ao dar rostos aos números frios das estatísticas e ao dar visibilidade aos excluídos. Em momentos de crise como o que estamos passando, a informação de qualidade, apurada com precisão e vinda de fontes confiáveis, salva vidas.

Em meio à pandemia do coronavírus e ao desastre total de como a crise está sendo conduzida pelo governo federal, a Marco Zero reafirma seu compromisso com uma linha editorial cidadã, voltada à defesa da vida. Estamos trabalhando mais do que nunca – todos e todas da equipe em suas casas – e, nas duas últimas semanas, publicamos mais de vinte reportagens.

Falamos das implicações das decisões políticas na saúde e no bolso dos trabalhadores. Expusemos como empresários inescrupulosos estão priorizando o lucro à vida e como as pessoas têm se organizado em redes de solidariedade. Ouvimos muitos especialistas e ouvimos as pessoas que precisam sobreviver. Mostramos como a pandemia tem afetado a cultura, a religião, os relacionamentos. Contamos muitas histórias.

Tudo isso vai passar. Até lá, quem puder, fique em casa. Busque informações de qualidade. Compartilhe só aquilo que vem de fonte segura. Apoie o jornalismo independente e, se der, assine a Marco Zero . Cuide-se e cuide de quem você ama.