Crédito: Divulgação/Centro Sabiá

A feira agroecológica das Graças, na zona norte do Recife, a famosa “feirinha de orgânicos por trás do colégio São Luís”, completou 25 anos de existência e a festa será neste sábado, 5 de novembro. A data do aniversário, na realidade, foi no dia 16 de outubro, mas os agricultores e feirantes decidiram comemorar após o segundo turno das eleições. A feira foi a primeira do estado a comercializar produtos agroecológicos e nasceu no coração do bairro das Graças, para estabelecer conexão entre o campo e a cidade, agricultores, agricultoras, consumidoras e consumidores.

Na feira, os produtos são oriundos da agricultura familiar, produzidos de forma orgânica, respeitando os ciclos da natureza e o meio ambiente. Atualmente, 33 milhões de brasileiros e brasileiras estão passando fome, vivendo em situação de insegurança alimentar, como aponta o Mapa da Fome de 2022. E os espaços agroecológicos são fontes de renda para famílias agricultoras neste contexto de crise financeira.

A comemoração inicia às 6h, contando com diversas atrações culturais. A feira fica situada na Rua Souza de Andrade, no bairro das Graças, no Recife, e de acordo com o coordenador do Centro Sabiá, Alexandre Pires, a feira agroecológica das Graças é um espaço de consumo responsável e acima de tudo é um encontro semanal com a qualidade de vida.

“Comprar os alimentos diretamente de quem os produz, diminuindo as cadeias de atravessamento do nosso consumo, nos aproxima e nos conecta com a comida de verdade e nos faz pensar no que e como consumimos, como nos alimentamos. Além de fortalecer a agricultura familiar e contribuir para a geração de renda dessas famílias agricultoras”, afirmou Alexandre.

Uma questão importante!

Colocar em prática um projeto jornalístico ousado custa caro. Precisamos do apoio das nossas leitoras e leitores para realizar tudo que planejamos com um mínimo de tranquilidade. Doe para a Marco Zero. É muito fácil. Você pode acessar nossa página de doação ou, se preferir, usar nosso PIX (CNPJ: 28.660.021/0001-52).

Apoie o jornalismo que está do seu lado