Repórter para o Mundo
Crédito: Report for the World

Processo seletivo está aberto até o dia 15 de outubro, sendo uma vaga para repórter multimídia recém-formado ou recém-formada e outra para fotojornalista

A Marco Zero Conteúdo será uma das duas organizações de jornalismo independente da América Latina a contar com repórteres do Report for the World, iniciativa da organização norte-americana sem fins lucrativos The GroundTruth Project, sediada em Boston. O outro contemplado será o portal de jornalismo InfoAmazônia, veículo independente que utiliza dados, mapas e reportagens geolocalizadas para contar histórias sobre a maior floresta tropical contínua do planeta.

Esta é a primeira vez que organizações brasileiras fazem parte da iniciativa. “Estou muito animada para ver a Report for the World se expandir para o Brasil”, disse Simone Cunha, diretora institucional da Énois e integrante do conselho consultivo, que desempenhou um papel fundamental para a expansão do projeto. “Redações em todo o mundo precisam de apoio para reportar questões pouco abordadas e fortalecer o jornalismo representativo”. 

Durante pelo menos um ano, a Report for the World vai dividir com a Marco Zero os salários de dois novos profissionais. O programa já apoia seis jornalistas em organizações jornalísticas na Índia e na Nigéria desde maio. Para esta segunda etapa, que acontecerá de novembro de 2021 a outubro de 2022, além da Marco Zero e da InfoAmazônia, a Report for the World também financiará jornalistas em mais duas organizações nigerianas e indianas (Premium Times e The Wire, respectivamente).

Os jornalistas contratados nestas redações vão fortalecer as coberturas de saúde, meio ambiente e violência contra as populações indígenas, entre outras pautas. Pela pela primeira vez, o programa apoiará jornalistas multimídia. “Onde as notícias locais falham, a democracia falha e a verdade começa a desaparecer”, disse Charles Sennott, CEO da GroundTruth, fundador e editor-chefe, no Congresso Mundial do International Press Institute em Viena, no mês passado. Ele acrescenta: “Estamos respondendo a uma necessidade global. Precisamos de mais jornalistas locais – anos atrás, ontem e hoje – para reportar sobre questões encobertas, fornecer informações vitais para suas comunidades e responsabilizar os poderosos”. 

  • Vagas: Aqui na Marco Zero, a seleção será por meio de um processo aberto, sendo uma vaga para repórter multimídia recém-formado ou recém-formada e outra para fotojornalista e que também produza conteúdo audiovisual. Durante o contrato de um ano, os selecionados receberão treinamento e se juntarão a uma rede internacional de jornalistas comprometidos com reportagens locais transformadoras. Os critérios foram definidos pelo programa internacional, que tem como objetivo contribuir na formação e valorização de novos talentos, além de garantir a diversidade nas redações.

“Estamos felizes por termos sido escolhidos pelo Report for the World. Em um momento político tão complexo como o que vivemos no Brasil, com sucessivas de perdas de direitos e ameaça à democracia, é fundamental para a Marco Zero parcerias como essa. Fortalecer o jornalismo independente no Nordeste e Norte brasileiros é um dos caminhos possíveis para diminuição das diferenças entre as regiões em um país tão grande e desigual”, comenta Inês Campelo, Presidenta da Marco Zero.

Como se inscrever?

Se você se interessa em ocupar uma das duas vagas, a seleção estará aberta até o dia 15 de outubro. Atenção para as informações a seguir:

Fotojornalista

Vaga, com contrato inicial de um ano, onde a/o profissional selecionada(o) irá atuar na produção de conteúdo áudio visual (fotografia, vídeo e edição para foto e vídeo) para Marco Zero Conteúdo. Como defendemos a diversidade, incentivamos a todas e todos – independentemente de orientação sexual, raça, religião, idade, deficiência ou outras características pessoais – a se candidatar.

Atividades

– Fotografar e tratar as imagens

– Filmar e editar vídeos

– Participar das reuniões de pauta

– Sugerir e construir conteúdos multimídia

Qualificações necessárias

– Edição e tratamento de fotografia

– Edição de vídeo no Premiere

 – Habilidade para transmissão de imagens quando necessário (por celular)

 – Ser uma pessoa criativa, organizada, proativa e atenta aos detalhes

 – Aprendizagem e cooperação

 – Possuir equipamento fotográfico

 – Experiência comprovada nas atividades descritas acima

 Remuneração:

R$ 3.000,00 por mês (PJ)

 Carga horária:

30 horas semanais

 Os interessados devem enviar currículo e portfólio, até 15 de outubro de 2021, exclusivamente para o e-mail selecao2021@marcozero.org (Assunto “Seleção 2021/Vaga Fotojornalista”):

 Currículo atualizado

Carta de intenção (até 2 mil caracteres) com os motivos de interesse em trabalhar na Marco Zero

Jornalista multimídia

Vaga, com contrato inicial de um ano para jornalistas com até três anos de formado na data de encerramento do prazo de inscrição. O/A profissional selecionada(o) irá atuar na produção de reportagens multimídias para Marco Zero Conteúdo. Como defendemos a diversidade, incentivamos a todas e todos – independentemente de orientação sexual, raça, religião, deficiência ou outras características pessoais – a se candidatar.

Atividades

– Apurar e produzir reportagens multimídia

– Participar das reuniões de pauta

– Sugerir e construir conteúdos para as redes sociais

Qualificações necessárias

– Capacidade de apurar, interpretar e construir narrativas multimídia

– Familiaridade com temas relativos a direitos humanos, diversidade e justiça social

– Conhecimento básico de ferramentas de design e edição de imagem

– Ser uma pessoa criativa, organizada, proativa e atenta aos detalhes

– Aprendizagem e cooperação

Remuneração:

R$ 2.500,00 por mês (PJ)

Carga horária:

30 horas semanais

Os interessados devem enviar currículo e portfólio, até 15 de outubro de 2021, exclusivamente para o e-mail selecaomultimidia2021@marcozero.org (Assunto “Seleção 2021/Vaga Jornalista Multimídia”):

Currículo atualizado

Carta de intenção (até 2 mil caracteres) com os motivos de interesse em trabalhar na Marco Zero