Para se defender das acusações e denúncias de última hora, Marília Arraes investiu maciçamente nas redes sociais ao longo da última semana de campanha e já é a candidata pernambucana que mais gastou em anúncios impulsionados no Facebook e Instagram.

De acordo com os dados disponibilizados pela própria plataforma, nos últimos sete dias a campanha de Marília fez 308 postagens que lhe custaram R$ 140,7 mil, o que elevou suas despesas com esse tipo de publicidade para R$ 306 mil, ultrapassando com folga o seu adversário do PSB.

Na última semana de campanha, João Campos investiu bem menos do que Marília: R$ 49,2 mil, porém nas últimas 24 horas ele voltou à ofensiva e gastou mais do que a prima, foram mais de R$ 12,2 mil em anúncios contra R$ 8,3 mil. A maior parte das postagens dele tiveram como tema sua participação no debate na Rede Globo. Marília concentrou ataques às gestões do PSB.

A julgar pelos resultados obtidos pelos anúncios, os estrategistas das campanhas parecem ter direcionados as postagens para o eleitorado feminino, pois o anúncio de Marília mais bem sucedido na última semana foi visualizado por algo entre 70 e mil pessoas (a empresa não fornece o número exato), das quais 47% eram mulheres com idade entre 18 e 34 anos. A publicação mais eficaz de João Campos alcançou a mesma quantidade de internautas, com percentual maior de mulheres (56%).

Fortaleza

Os candidatos cearenses foram os que mais usaram as redes sociais nas eleições municipais 2020. Sarto foi o recordista em gastos com as plataformas do Facebook em todo o país. Ele destinou quase R$ 832 mil para essa finalidade. A estratégia parece ter contribuído para ele sair do quarto lugar nas pesquisas no final do mês de setembro, com 5% das intenções, para a liderança no segundo turno contra o candidato bolsonarista Capitão Wágner, que liderava as pesquisas no início da campanha.

Wagner, aliás, está em segundo tanto na disputa na capital do Ceará quanto na lista do Facebook por ter investido R$ 515 mil, seguido de perto por outro candidato a prefeito de Fortaleza, Célio Studart (PV). Para este, contudo, recorrer às redes sociais não ajudou muito, pois ele ficou em quinto lugar no primeiro turno, com apenas 3,5% dos votos. Até agora, os três candidatos de Fortaleza não foram ultrapassados na lista de quem mais gastou com Facebook.