A imagem traz uma colagem com os cards que trazem os títulos dos episódios do LumeCast

Às vésperas de um dos processos eleitorais mais importantes da história do país, tratar de temas como desinformação, fake news e educação midiática é mais do que uma urgência: é uma obrigação de qualquer organização que almeje fazer jornalismo de qualidade, de interesse público e acessível. Por isso, a Lume Acessibilidade (www.lumeacessibilidade.com.br), iniciativa que nasceu do projeto Acessibilidade Jornalística: um problema que ninguém vê, lança nesta quinta-feira (22) uma série de três episódios do LumeCast que exploram as causas e consequências da desinformação, como identificar notícias falsas e como fazer uma leitura crítica da mídia.

A série faz parte do programa Acelerando a Transformação Digital, realizado com recursos do International Center for Journalists (ICFJ) e do projeto de jornalismo da Meta. “O conteúdo tem como público destinatário as pessoas cegas e com baixa visão, mas traz informações relevantes e necessárias para todo mundo, afinal, todos nós estamos vulneráveis aos problemas decorrentes da desinformação, um fenômeno global que afeta milhões de pessoas diariamente”, comenta a coordenadora geral do projeto, Carol Monteiro. Para Gilberto Scofield Junior, consultor da Agência Lupa e mentor do projeto, “o LumeCast agrega à discussão da desinformação a questão da diversidade, ampliando ainda mais o alcance – e a solução – para um problema que é a grande infodemia deste milênio até agora. É uma iniciativa mais do que bem-vinda. É necessária”.

O primeiro episódio explora os conceitos de desinformação, quem são os grupos que espalham notícias falsas e quais os interesses por trás desta prática nas visões do doutor em Sociologia e professor da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), Luiz Carlos Pinto e da fundadora e sócia da Agência Lupa e Diretora Sênior de Programas do ICFJ, Cristina Tardáguila. Já a jornalista, pesquisadora em acessibilidade e comunicação e professora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Joana Belarmino, alerta sobre a falta de  acesso à informação de qualidade Para ela, como pessoa cega, a desinformação não é o principal problema quando falta de acessibilidade aos sites jornalísticos é fato o maior desafio.

O segundo episódio explora porque as pessoas acreditam em notícias falsas e como a tecnologia é uma aliada no combate à desinformação nas opiniões do Coordenador de Educação da Agência Lupa, Raphael Kappa, e da idealizadora da ferramenta de checagem, Confere.AI, Alice Souza. Eles também dão dicas muito práticas sobre como identificar se uma notícia falsa e o que (não) fazer diante de uma informação criada com o objetivo de prejudicar pessoas ou instituições.

Por fim, a série do LumeCast explora a solução para o problema da desinformação: Educação Midiática, que nada mais é do que o conjunto de habilidades que todos nós precisamos para entender esse universo de super abundância de  informação em que estamos mergulhados. Neste episódio, a presidente do Instituto Palavra Aberta, Patrícia Blanco, e o diretor do Instituto Vero, Caio Machado, comentam sobre a necessidade de analisar e questionar as informações que recebemos, seja através da mídia tradicional ou de influenciadores digitais. Laércio Portela, um dos fundadores da Marco Zero Conteúdo e Andrea Trigueiro, jornalista e professora da Unicap, também alertam para o senso crítico necessário para compreender os posicionamentos da mídia, tanto em relação ao que relatam quanto aos silenciamentos que excluem grupos invisibilizados no debate público.

“Este conteúdo é um convite a olhar a mídia de uma forma mais crítica e uma tomada de consciência sobre os riscos para as pessoas e para a sociedade como um todo de não verificar as informações que recebemos”, comenta a apresentadora e coordenadora de Acessibilidade da Lume, Mariana Clarissa. A série tem produção e roteiro de Ariel Sobral, consultoria de Gilberto Scofield Junior e Michel Platini e edição da produtora de podcasts Malamanhadas. Está disponível no Spotify e no site do podcast no Anchor.