Crédito: Géssica Amorim/MZ Conteúdo

Com o tema “Agroecologia e Democracia: Agricultura Familiar Camponesa é Saúde do Povo e Comida na Mesa”, foi realizada em Triunfo a primeira edição do Festival Semiárido Vivo. O evento foi promovido pelas organizações Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA) em Pernambuco, Rede Ater Nordeste de Agroecologia, Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e a Rede Pajeú de Agroecologia, com apoio da Cáritas Alemã e da Prefeitura Municipal de Triunfo.

O festival abriu espaço para discussões importantes sobre agroecologia e sustentabilidade. Durante todo o dia, o pátio de eventos Maestro Madureira foi ocupado por poesia, troca de experiências e saberes entre agricultores e a população, e reivindicações de atenção e ações para a vida e o trabalho digno no campo, direcionadas a candidatos pernambucanos às eleições deste ano.

 Na Feira de Saberes e Sabores, que foi aberta no início da tarde, alimentos agroecológicos e peças de artesanato de produtores e artesãos do Agreste e dos sertões do Pajeú e Araripe estiveram disponíveis para a venda. 

Ao final das atividades do festival, foram apresentadas cartas-compromisso aos candidatos que aceitaram o convite  para participar do evento. Os textos foram escritos pela ASA, ANA e outras articulações que dialogam com os temas pontuados. Eixos de importantes demandas foram destacados, principalmente em meio ao contexto da volta dos números alarmantes da fome no Brasil. Atualmente, 33 milhões de brasileiros passam fome todos os dias. 

Alguns pontos levantados pelas cartas e apresentados aos candidatos estão relacionados à questão agrária, aos direitos territoriais, ao enfrentamento da fome, à importância da ciência, da democratização da comunicação e da cultura e à promoção da igualdade racial e de gênero. 

Estiveram presentes no festival e assinaram as cartas-compromisso, se comprometendo com as suas propostas, os candidatos a deputado estadual Alexandre Pires e Dani Portela (PSOL); Doriel Barros e Rosa Amorim (PT); Léo Salazar (Cidadania) e Luciano Duque (Solidariedade); os candidatos à Câmara Federal Carol Virgolino  (PSOL) e Paulo Rubem Santiago (Rede), além da candidata ao Senado Eugênia Lima (PSOL).  O encerramento da primeira edição do Festival Semiárido Vivo ficou por conta das apresentações musicais do trio de forró As Fulô, de Caruaru, e do cantor Maciel Melo.

Candidatos e candidatas assinaram carta-compromisso proposta pela ASA. Crédito: Géssica Amorim/MZ Conteúdo